Angonabeiro expande mercados de exportação do café de Angola

4 March 2016

A Angonabeiro iniciou a exportação de café angolano da marca Ginga para o Senegal, depois de ser estreado na exportação com vendas para Cabo Verde, informou a empresa.

A empresa informou ter exportado em Fevereiro cerca de 12 toneladas de “Café Ginga” para o Senegal, depois de, no mês anterior, ter exportado para Cabo Verde quatro toneladas no “início da expansão internacional do café de Angola.”

O “Café Ginga”, a par da Delta Cafés e Delta Q, são as três marcas de café pertencentes à Angonabeiro, subsidiária do grupo português Nabeiro, líder no mercado de café em Portugal, Angola e Moçambique.

O grupo português investiu em 2015 cerca de um milhão de dólares na aquisição da totalidade do capital da empresa pública angolana Liangol, cuja gestão já assegurava há 14 anos, depois de a ter recuperado e modernizado.

A Liangol, que estava desactivada desde 1984, ocupa uma área de quatro hectares, com uma zona de armazenamento, torrefacção e empacotamento, onde o grupo Nabeiro assegura a produção e comercialização de 250 toneladas do café (2014) da marca própria Ginga, que lidera destacada as vendas em Angola.

Angola já foi o quarto maior produtor mundial de café, com 200 mil toneladas anuais, antes de 1975, estando a produção actualmente reduzida a menos de 5%, fruto do abandono do cultivo durante a guerra civil angolana que se seguiu à independência. (Macauhub/AO/PT)

MACAUHUB FRENCH