Angola pretende aproveitar capacidade tecnológica do Japão

7 March 2016

Angola tem interesse em aproveitar a capacidade tecnológica do Japão nos domínios da investigação científico e da formação de quadros, disse sexta-feira, em Luanda, a ministra das Pescas, Victoria de Barros Neto.

No final do encontro que manteve com uma delegação de empresários nipónicos, a ministra disse Angola é um país com bastantes recursos marítimos e aquáticos que o Japão pode aproveitar, através de uma cooperação recíproca.

Entre as potencialidades que Angola possui e que espera cooperar com Japão estão as áreas de produção pesqueira e processamento do pescado e construção de fábrica de redes de pesca, disse Victoria de Barros Neto citada pela agência noticiosa Angop.

Dados estatísticos relativos a 2015 do Ministério das Pescas indicam que a produção de pescado atingiu 496 mil toneladas, de que 57 mil toneladas foram objecto de transformação.

A delegação de empresários do Japão encontra-se em Angola com o objectivo de prospectar as potencialidades existentes no sector pesqueiro.

Na quarta-feira a delegação foi recebida pelo director da Unidade Técnica para o Investimento Privado, (UTIP), Norberto Garcia, de quem recebeu informações sobre as oportunidades de negócios no país.

A UTIP é uma instituição especializada que tem por objecto apoiar o governo na preparação, condução, avaliação e negociação de projectos de investimento privado. (Macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH