Portugal tem “desequilíbrios macroeconómicos excessivos”

9 March 2016

Portugal foi colocado no grupo de cinco países com “desequilíbrios macroeconómico excessivos”, anunciou terça-feira em Bruxelas o vice-presidente da Comissão Europeia, Valdis Dombrovskis.

Esta classificação acarreta o acompanhamento das políticas económicas adoptadas, tendo o presente governo português escapado, para já, a uma classificação que conduziria à necessidade de negociação imediata com Bruxelas de um plano de acção correctivo.

A Comissão Europeia decidiu em Novembro de 2015 que 18 países da União seriam alvo de uma análise aprofundada da sua situação económica por se suspeitar que pudessem estar numa situação de desequilíbrios macroeconómicos.

Terça-feira, o colégio de comissários decidiu, com base nessas análises, em qual das quatro possíveis categorias – “sem desequilíbrios macroeconómicos”, “com desequilíbrios”, “com desequilíbrios excessivos” ou com “desequilíbrios excessivos e necessidade de acções correctivas”  – seriam colocados cada um dos 18 países.

Na base dessa decisão, Portugal ficou, à semelhança do ano passado, integrado no grupo de cinco países que a Comissão Europeia diz terem “desequilíbrios macroeconómicos excessivos”, no que é acompanhado pela França e pela Itália e ainda por dois dos mais recentes estados-membros, a Croácia e a Bulgária. (Macauhub/PT)

MACAUHUB FRENCH