State Grid Corp of China pretende entrar na distribuição de energia eléctrica no Brasil

9 March 2016

O grupo estatal State Grid Corp of China poderá ser a primeira empresa chinesa a entrar no mercado de distribuição de energia eléctrica no Brasil, escreveu terça-feira o jornal brasileiro Folha de São Paulo.

Na mira do grupo chinês está pelo menos uma de três empresas de distribuição – Celg Distribuição (Celg D), estado de Goiás, Eletropaulo (São Paulo) e CPFL Energia (São Paulo) – tendo o grupo consignado, de acordo com o jornal, cerca de 4 mil milhões de dólares para investir no sector.

A hipótese mais provável é a empresa estatal de Goiás, que este mês deve ser vendida pelo governo estadual, devendo a State Grid participar no leilão através de um consórcio com empresas brasileiras.

Charles Tang, presidente da Câmara de Comércio Brasil-China, afirmou, de acordo com o Folha de São Paulo, que as negociações com as distribuidoras, particularmente CPFL e Eletropaulo, estão em andamento.

Alexei Vivan, da Associação Brasileira das Companhias de Energia Eléctrica, disse que o momento presente é o ideal para a entrada da State Grid Corp na distribuição, uma vez que os activos no sector eléctrico estão baratos, devido à desvalorização do real.

Actualmente há quatro grupos estrangeiros envolvidos na distribuição de energia eléctrica no Brasil – AES Corp dos Estados Unidos (São Paulo e Rio Grande do Sul), EDP – Energias de Portugal (São Paulo e Espírito Santo), Enel de Itália (Rio de Janeiro) e Iberdrola de Espanha (São Paulo).

O grupo China Three Gorges está igualmente envolvido na distribuição mas de forma indirecta, atendendo a que é o principal accionista do grupo EDP – Energias de Portugal desde 2011. (Macauhub/BR/CN/PT)

MACAUHUB FRENCH