Fitch Ratings revê em baixa perspectiva de Angola

29 March 2016

A Fitch Ratings reviu em baixa a perspectiva de Angola de estável para negativa mas manteve em “B” a notação de risco da dívida de longo prazo emitida em moeda nacional e estrangeira, informou a agência em comunicado divulgado na passada sexta-feira.

A revisão da perspectiva resulta, de acordo com a agência, do facto de Angola ser um país muito dependente do petróleo que, quando associado aos baixos preços do barril, teve uma grande repercussão sobre a receita fiscal e os indicadores macroeconómicos do país e agravou os riscos sobre a economia angolana.

A agência menciona, no entanto, a actuação forte e atempada do governo que ajudou a moderar a redução das reservas sobre o exterior, quando o petróleo representa 95% das exportações e 50% das receitas fiscais.

A Fitch Ratings prevê que o défice orçamental de Angola aumentará para 4,6% do Produto Interno Bruto (PIB) este ano, depois de cerca de 1,6% em 2015, devendo as receitas derivadas do petróleo caírem de 33% do PIB no período entre 2004 e 2014 para 10% do PIB em 2016 e 2017.

A agência adianta ter o colapso nos preços do petróleo infligido um golpe duro nas reservas sobre o exterior de Angola, não obstante uma contracção muito forte das importações, prevendo que o défice da balança corrente se alargue para 14% do PIB em 2016, depois de um défice de 7,8% em 2015 e de um grande excedente em 2013. (Macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH