Hotelaria e turismo em Angola criaram 191 mil postos de trabalho

6 April 2016

O sector da hotelaria e turismo em Angola criou até à data 191 mil postos de trabalho directos, disse terça-feira em Luanda o titular da pasta, Paulino Domingos Baptista.

O ministro disse ainda à agência noticiosa Angop que o desafio actual está centrado no fomento do turismo interno, “através da criação de mais espaços que possam atrair os potenciais turistas, desenvolvendo assim o sector.”

“É necessário que os hotéis criem programas especiais, por exemplo de gastronomia angolana ou artísticos, para que as pessoas possam querer fazer turismo”, disse também Paulino Domingos Baptista.

Angola tem actualmente em funcionamento três escolas superiores de Turismo, concretamente em Luanda, Malanje e no Cuando Cubango, tendo o ministro feito votos para que estabelecimentos similares sejam inaugurados nas restantes províncias do país.

As zonas mais interessantes em termos de exploração turística são, de acordo com Paulino Domingos Baptista, o pólo de Kalandula (província de Malanje), Cabo Ledo (Bengo), Mussulo (Luanda) e Okavango-Zambeze, projecto transfronteiriço integrando cinco países da África Austral (Angola, Botsuana, Namíbia, Zâmbia e Zimbabué), com uma área de 278 mil quilómetros quadrados. (Macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH