Nova linha de caminho-de-ferro Tete-Zambézia vai ser construída em Moçambique

27 April 2016

Sete empresas estrangeiras concorreram à empreitada de construção de uma linha de caminhos-de-ferro ligando o distrito mineiro de Moatize, província de Tete, ao porto de Macuse, província da Zambézia, informou o jornal Notícias, de Maputo, citando a entidade responsável pela execução do projecto, a Thai Moçambique Logística.

O concurso internacional, que encerra sexta-feira, recebeu até à data propostas de duas empresas da China, duas da Turquia e uma cada do Brasil, Portugal e Coreia do Sul.

A linha Moatize-Macuse terá entre 480 e 500 quilómetros de extensão, estando no entanto em curso negociações com o governo visando o acréscimo de mais 120 quilómetros, para permitir o acesso a algumas concessões carboníferas existentes em Tete, que actualmente não estão ligadas à rede de caminhos-de-ferro.

O porto de Macuse tem capacidade para receber navios até 80 mil toneladas, o que permite uma maior competitividade em relação ao porto da Beira, que recebe navios de menor calado.

O projecto de Macuse é detido em cerca de 60% pela Italian Thai Developement Company Limited, da Tailândia, 20% pela estatal Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique e os restantes 20% pelo Corredor do Desenvolvimento Integrado do Zambeze (Codiza). (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH