Comércio China/países de língua portuguesa cai 23% no 1.º trimestre

O comércio entre a China e os países de língua portuguesa contraiu-se 23,03% em termos homólogos no decurso do primeiro trimestre do ano ao ascender a 16 727 milhões de dólares, de acordo com dados oficiais divulgados em Macau.

Ao longo dos primeiros três meses do ano a China exportou para os oito países de língua portuguesa bens no valor de 5844 milhões de dólares (-44,95%) e importou mercadorias no montante de 10 882 milhões de dólares (-2,1%), assumindo um défice de 5038 milhões de dólares.

As trocas comerciais com o Brasil caíram 19,30% para 11 602 milhões de dólares, com vendas chinesas no valor de 4245 milhões de dólares (-47,27) e exportações brasileiras que aumentaram 16,28% para 7356 milhões de dólares.

As vendas chinesas para Angola registaram no primeiro trimestre uma quebra de 75,36% para 345 milhões de dólares e as compras de produtos angolanos caíram 27,58% para 3100 milhões de dólares, para um comércio bilateral que se cifrou em 3445 milhões de dólares, valor inferior em 39,37% ao registado no período homólogo de 2015.

Portugal foi o país que registou maior aumento nas compras de produtos chineses, com +38,01% e um valor de 940 milhões de dólares, tendo a China por seu turno comprado a Portugal bens no valor de 296 milhões de dólares (-19,30%), tendo o conjunto atingido o montante de 1237 milhões de dólares (+17,94%).

O comércio da China com Moçambique ascendeu a 404 milhões de dólares (-31,15%), com a China a ter exportado bens no valor de 275 milhões de dólares (-38,38%) e importado artigos no montante de 129 milhões de dólares (-8,17%).

As trocas comerciais da China com os restantes países de língua portuguesa – Cabo Verde, Guiné-Bissau, Timor-Leste e São Tomé e Príncipe – atingiram nos primeiros três meses do ano 37,2 milhões de dólares. (Macauhub/AO/BR/CN/CV/GW/MZ/PT/TL/ST)

MACAUHUB FRENCH