Bancos de Angola e do Brasil já efectuaram pagamentos em moeda chinesa

9 May 2016

Entidades bancárias de Angola e do Brasil já utilizaram o novo mecanismo de pagamento transfronteiriço em moeda chinesa, disse ao jornal Tribuna de Macau o gerente do departamento de instituições financeiras da sucursal em Macau do Banco da China.

Zhao Hao disse ainda que a rede de cooperação da sucursal em Macau do Banco da China com instituições bancárias de países de língua portuguesa não tem parado de crescer nos últimos anos e que essa tendência deverá manter-se no futuro, impulsionada pelo lançamento do sistema de liquidação de renminbi em tempo real por parte da Autoridade Monetária de Macau.

Aquele responsável recordou que a sucursal em Macau foi autorizada pelo Banco Popular da China, em 2015, a oferecer o novo serviço ao universo do sistema financeiro dos países de língua portuguesa.

Com este novo mecanismo, as autoridades chinesas pretendem fomentar a utilização internacional do renminbi e, paralelamente, “facilitar o comércio e as transacções entre a China e os países de língua portuguesa e latino-americanos.”

“Em 2015 fizemos o primeiro pagamento em renminbi de Angola para a China através de Macau e, em Abril deste ano, o primeiro do Brasil para a China”, adiantou Zhao Hao, sustentando que “isto mostra que Macau está a assumir um papel importante como plataforma de serviços comerciais entre a China e os países de língua portuguesa.”

O montante total de liquidação em renminbi em Macau foi 1.57 biliões de yuans em 2015 (ou 1570 mil milhões), evidenciando um acréscimo de 22,8% relativamente a 2014, tendo o território ocupado o 9.º lugar no mundo, de acordo com dados apresentados por Zhao Hao no Brasil, onde se deslocou integrado numa delegação empresarial coordenada pelo Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM).(Macauhub/AO/CN/BR/PT/MZ)

MACAUHUB FRENCH