Ministro de Moçambique revela prioridades na construção de infra-estruturas

9 May 2016

O governo vai despender este ano pelo menos 11,6 mil milhões de dólares na construção de novas infra-estruturas, como linhas de caminhos-de-ferro, estradas, pontes e aeroportos, disse recentemente o ministro dos Transportes e Comunicações de Moçambique.

O ministro Carlos Mesquita, citado pelo matutino Notícias, de Maputo, adiantou que Moçambique vai necessitar de um adicional de 2,2 mil milhões de dólares para pagar a manutenção e expansão das infra-estruturas existentes.

De entre as prioridades do governo para 2016, o ministro mencionou no sector ferroviário e portuário a conclusão da reconstrução e entrada em funcionamento da linha Cuamba/Lichinga, o início das operações no porto de Nacala-a-Velha e o início em Agosto próximo da segunda fase das obras de modernização do porto de Nacala.

Constam ainda da lista de prioridades a conclusão do projecto de expansão da linha de caminho-de-ferro de Sena, dos actuais 6,5 milhões de toneladas/ano para 20 milhões, a conclusão do estudo para a reconstrução da linha de Machipanda e a conclusão em Dezembro da construção de raiz da ponte ferroviária de Boane.

Além do início este mês de Maio da dragagem do canal de acesso ao porto de Maputo, o governo pretende ver concluído este ano o estudo para a reconstrução da linha de caminho-de-ferro de Ressano Garcia. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH