Grupos chineses negoceiam compra de activos energéticos no Brasil

26 May 2016

Grupos chineses estão actualmente a negociar a compra de 750 megawatts em unidades de energia eólica e de 500 megawatts em projectos de energia solar, disse quarta-feira em São Paulo o presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-China.

Charles Tang, citado pela imprensa brasileira, disse que há “muitas, muitas empresas interessadas, dado que o Brasil é um país que proporciona um bom retorno do capital investido.”

O presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-China adiantou que os negócios em perspectiva envolvem alguns “milhares de milhões”, sendo provável que alguns deles sejam concluídos ainda este ano.

Sem identificar os interessados, Charles Tang adiantou que há pelo menos seis empresas de produção de energia, além de fundos de investimento que querem adquirir posições minoritárias em projectos já existentes, bem como fabricantes que pretendem fornecer equipamentos chineses para projectos no Brasil.

Exemplo da presença chinesa no Brasil, a State Grid fez o primeiro investimento no país em 2010, através de uma aquisição pela qual pagou mil milhões de dólares e, desde então, já adquiriu mais activos e participou numa série de leilões de novos empreendimentos, principalmente de transmissão de energia. (Macauhub/BR/CN)

MACAUHUB FRENCH