Empresa de Angola investe 101 milhões de dólares em moagem

30 May 2016

A Unidade Técnica para o Investimento Privado (UTIP) de Angola procedeu à assinatura de dois contractos de investimento, um dos quais, no valor de 101 milhões de dólares, visa a produção de farinha de trigo, noticiou a imprensa angolana.

Este projecto de maior valor envolve a empresa Grandes Moagens de Angola, que pretende construir na zona da capital uma fábrica para a moagem de trigo e respectivos silos de armazenagem, envolvendo o montante a ser aplicado a construção das infra-estruturas bem como a aquisição de equipamentos e máquinas.

Este investimento enquadra-se no programa do governo que visa o aumento da produção interna, tendo em vista a substituição das importações por produção local, que em 2015 representaram mais de 500 milhões de dólares no que respeita à farinha de trigo.

O administrador da Grandes Moagens de Angola, César Rasgado, disse que numa primeira fase a matéria-prima será importada dos Estados Unidos, França, Alemanha, Cazaquistão e Austrália, estando previsto que produza 1200 toneladas de farinha de trigo por dia.

O segundo contracto, no valor de 11 milhões de dólares, diz respeito ao engarrafamento de água mineral, com o administrador da Água de Nascente Natural Preciosa, Valdemar Ribeiro, a ter afirmado que “deverá ser agora mais fácil importar matéria-prima, a fim de aumentar a produção.”

A fábrica tem uma capacidade de engarrafamento de 50 mil litros de água por hora, mas enfrenta dificuldades nessa tarefa  por falta de rótulos, cápsulas e plásticos, o que obrigou a empresa a reduzir o período de trabalho.

A Água de Nascente Natural Preciosa, além de produzir para a região sul de Angola, está a exportar, a título experimental, para a Zâmbia, Namíbia e Botswana, sendo a aceitação é grande, de acordo com o administrador. (Macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH