Aeroporto de Nacala, Moçambique, passa a ter gestão privada

1 June 2016

O Aeroporto Internacional de Nacala, na província de Nampula, vai ser entregue à gestão privada, no âmbito do projecto de reestruturação da empresa pública Aeroportos de Moçambique (ADM), anunciou terça-feira em Maputo o porta-voz do governo.

Mouzinho Saide, que prestava esclarecimentos no final da reunião do Conselho de Ministros, disse que a entrega da gestão do aeroporto em regime de concessão à iniciativa privada visa melhorar a sua eficiência a fim de atrair companhias aéreas estrangeiras.

O objectivo desta decisão, prosseguiu o porta-voz citado pela agência noticiosa AIM, é procurar fazer com que o aeroporto de Nacala se assuma como uma plataforma de distribuição de voos internacionais rumo aos seus destinos finais.

Consta ainda daquele projecto a redução do número de aeroportos que recebem voos internacionais, actualmente em número de oito, acção que deverá ser feita de forma gradual.

Concebido e construído pela Odebrecht Infra-estrutura – África, Emirados Árabes e Portugal, em parceria com a Aeroportos de Moçambique, o Aeroporto Internacional de Nacala foi inaugurado em Dezembro de 2014 e tem capacidade para atender 500 mil passageiros e receber 5 mil toneladas de carga por ano.

O aeroporto entrou em funcionamento com voos comerciais operados pelas Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) e sua gestão está a cargo da ADM, responsável pela administração do espaço aeroportuário do país. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH