Quarenta e seis empresas com capitais da China registadas na Guiné-Bissau

10 June 2016

O Centro de Formalização de Empresas (CFE) da Guiné-Bissau registou, de Maio de 2011 a Maio de 2016, quarenta e seis empresas cujos proprietários são da China ou de guineenses associados a cidadãos oriundos daquele país.

Os dados estatísticos do CFE a que o Macauhub teve acesso quinta-feira revelam que as 46 empresas são firmas ligadas à agricultura, pescas, restauração, venda de roupa, cosméticos e produtos informáticos, entre outras.

A China figura na segunda posição dos países que mais empresas criaram na Guiné-Bissau em 2016, com 6 projectos, sendo apenas superada pela Índia, que registou onze, num total de 3809 empresas nacionais, mistas e estrangeiras assinaladas.

Os dados do CFE revelam ainda que entre 2013 e 2014 houve um grande fluxo em termos de registo de empresas de capitais chineses no país, num total de 22 firmas.

Em 2015 apenas dez empresas de capitais chineses foram legalizadas na Guiné-Bissau, o que demonstra ter havido uma ligeira redução, que se acentuou ainda mais este ano, pelo menos nos cinco primeiros meses. (Macauhub/CN/GW)

MACAUHUB FRENCH