Moçambique comercializa 100 mil toneladas de castanha de caju

16 June 2016

A comercialização de castanha de caju na campanha agrícola 2015/2016 atingiu 100 mil toneladas e um valor de 23,1 milhões de dólares, anunciou quarta-feira o director nacional do Instituto Nacional do Caju (Incaju).

Ilídio Bande, que falava na reunião do sector a decorrer na província de Manica, centro de Moçambique, recordou que a quantidade de castanha comercializada no ano transacto representa um aumento de 25% relativamente à anterior quantidade comercializada, que rondava 80 mil toneladas.

Bande precisou que a castanha de caju foi comercializada nos mercados asiático e americano, tendo acastanha em bruto sido exportada para a Índia e Vietname, enquanto a amêndoa foi para os Estados Unidos da América, de acordo com a agência noticiosa AIM.

O grande desafio do sector, prosseguiu o director do Incaju, é aumentar a produção para 120 mil toneladas nas próximas campanhas, sendo o sector familiar chamado a contribuir para aumento da produção da castanha de caju.

A reunião do Incaju, que termina hoje, quinta-feira, junta quadros do sector e produtores destacados na produção da castanha de caju.

Em Moçambique, as províncias de Nampula, Zambézia, Manica, Inhambane, Gaza são as maiores produtoras da castanha de caju, sendo esta actividade desenvolvida em grande escala pelo sector familiar. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH