Economia de Macau regressa ao crescimento em 2017

20 June 2016

A economia de Macau deverá regressar a valores positivos em 2017, ano em que deverá crescer 5,3% em termos reais, depois de taxas negativas de 0,9% em 2014, 20,3% em 2015 e uma previsão de 5,9% este ano, de acordo com a Economist Inteligente Unit (EIU).

Cenário diferente ocorre com a formação bruta de capital fixo (FBCF) ou investimento que em 2017 continuará a apresentar uma variação percentual negativa – de menos 3,3% – muito superior, no tanto, à taxa de menos 19,7% prevista para este ano.

O investimento tem vindo a registar taxas elevadas associadas à construção de empreendimentos hoteleiros e de jogo de grande dimensão, tendo em 2014, por exemplo, crescido a uma taxa de 37,3%, que baixou para 0,9% este 2015, antes de ter entrado em terreno negativo este ano.

A maior parte dos grandes empreendimentos na zona do Cotai ou já ficaram concluídos ou estão em fase de conclusão, o que tem efeitos directos na FBCF, a que se associa o menor investimento público devido à queda registada na receita bruta do jogo e consequente queda da receita fiscal.

Neste caso concreto, a EIU prevê que a despesa pública em percentagem do Produto Interno Bruto se mantenha na senda de contracção, se bem que moderada, devendo situar-se este ano em 12,2% e em 10,8% em 2017, depois de nos dois anos anteriores – 2014 e 2015 – ter registado taxas de 25,1% e 14,1%, respectivamente.

Os analistas da EIU salientam no mais recente relatório sobre Macau que a balança de serviços continuará a apresentar grandes excedentes em 2016/2017. (Macauhub/MO)

MACAUHUB FRENCH