Exploração de ouro na Huíla, Angola, inicia-se em 2018

23 June 2016

A mina de ouro do Limpopo, na província angolana da Huíla, deverá entrar em produção industrial até 2018, afirmou quarta-feira o administrador da Empresa Nacional de Ferro de Angola (Ferrangol).

O administrador João Diniz disse à Rádio Nacional de Angola que a mina abrange uma área de concessão de 1930 quilómetros quadrados, devendo a operação processar anualmente cerca de 780 mil toneladas de rocha por ano.

“Depois de processada a rocha – recolhida, triturada e sujeita à acção do cianeto – obtém-se uma produção que no caso desta mina pode atingir 22 218 onças por ano (cerca de 690,9 quilogramas)”, disse o administrador da Ferrangol.

João Diniz disse ainda à rádio pública angolana que a área da concessão é pequena, “podendo mais tarde vir a ser alargada.”

A extracção já acontece na província de Cabinda, mas de forma artesanal e por vezes ilegal, o que levou à abertura, por parte do Ministério da Geologia e Minas, de algumas lojas para a “captação” desse ouro.

A aposta neste subsector mineiro motivou a criação, em Maio de 2014, da Agência Reguladora do Mercado do Ouro de Angola. (Macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH