Moçambique negoceia com empresas chinesas reconstrução de linha de caminho-de-ferro de Machipanda

23 June 2016

O ministro dos Transportes e Comunicações de Moçambique anunciou que o governo está em negociações com empresas chinesas para a reconstrução da linha de caminho-de-ferro de Machipanda.

A reconstrução da linha, que é operada pela estatal Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique, tem um custo estimado em 400 milhões de dólares disse o ministro Carlos Mesquita ao jornal Notícias, de Maputo.

A linha de caminho-de-ferro, com uma extensão de 317 quilómetros, liga a cidade da Beira, capital da província de Sofala, ao posto administrativo de Machipanda, província de Manica, junto à fronteira com o Zimbabué.

O ministro disse ainda que o modelo a adoptar para esta obra poderá ser o de “construir, operar e transferir”, previsto na Lei das Parcerias Público-Privadas, para evitar que seja o Estado a ser o único investidor.

O ministro informou ainda que a linha de caminho-de-ferro do Sena, que liga o porto da Beira a Moatize, província de Tete, vai ter a curto prazo a sua capacidade anual de transporte praticamente duplicada de 6,5 milhões para 12 milhões de toneladas, “projecto que se encontra numa fase bastante avançada.” (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH