Um milhão de m3 de sedimentos removidos no porto de Maputo, Moçambique

30 June 2016

A dragagem para aprofundamento do canal de acesso ao porto de Maputo já removeu um milhão de metros cúbicos de sedimentos, um mês após ter sido iniciada, informou em comunicado a Sociedade de Desenvolvimento do Porto de Maputo (MPDC).

O comunicado adianta ter a primeira de três dragas mobilizadas pela Jan de Nul Dredging Middle East FZE, empresa internacional de dragagem a quem foi adjudicada esta operação, chegou ao porto de Maputo dia 20 de Maio, tendo-se o primeiro ciclo de dragagem iniciado a 21 de Maio.

A MPDC informou ainda que ao longo dos 10 meses de dragagem deverão ser removidos 12 milhões de metros cúbicos de sedimentos ao longo do canal de acesso, posto o que poderão atracar ao porto de Maputo navios até 80 mil toneladas.

Esta operação, quando concluída, fará com que o canal de acesso ao porto passe dos actuais 11 metros para 14,2 metros no ponto máximo da preia-mar.

O porto de Maputo foi concessionado pelo governo de Moçambique à MPDC em 2003, mas ganhou uma nova dinâmica em 2008 quando a Grindrod e a DP World adquiriram a maioria das acções da Portus Indico ― o maior accionista (51%) e patrocinador do projecto. (Macauhb/MZ)

MACAUHUB FRENCH