Índia propõe acordo a Moçambique para a compra de leguminosas

7 July 2016

O primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, deverá analisar hoje em Maputo com o governo de Moçambique um memorando de entendimento para a aquisição de leguminosas, terça-feira aprovado em reunião de Conselho de Ministros realizada em Nova Deli.

Ao anunciar a aprovação do memorando, o ministro das Comunicações e Tecnologias de Informação, Ravi Shankar Prasad, salientou que as leguminosas a serem produzidas em Moçambique são das variedades mais populares na Índia, nomeadamente arhar e urad.

Fontes citadas pelo jornal Times of India disseram que o governo indiano vai fornecer sementes de qualidade e assistência técnica aos agricultores de Moçambique envolvidos neste projecto, podendo mesmo vir a ser concedida ajuda financeira, bem como a garantia de compra total da colheita.

Em termos concretos, a Índia pretende adquirir em Moçambique 100 mil toneladas de leguminosas no final da primeira colheita, ao preço mínimo garantido pago pelo governo aos produtores indianos, montante que nos termos do memorando deverá aumentar para 200 mil toneladas em 2020/2021.

Narendra Modi inicia hoje em Maputo uma digressão que o levará a quatro países africanos, Moçambique, África do Sul, Tanzânia e Quénia. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH