Angola inicia programa de produção de energia hídrica

8 July 2016

A produção de energia hídrica vai ser introduzida em Angola ao longo da próxima década nos termos de um memorando de entendimento assinado pelo ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, com o grupo industrial Privinvest, de acordo com um comunicado enviado à Macauhub.

O memorando foi assinado ao abrigo do Plano de Segurança Energética 2025 de Angola, através do qual o governo pretende atingir uma produção de 9000 megawatts de energia eléctrica até 2025, com prioridade especial para a energia hídrica.

No comunicado, o grupo Privinvest afirma ser líder na produção de energia hídrica, sector onde entrou em 2012, com as suas subsidiárias Constructions Mécaniques de Normandie (CMN) e Hydroquest a conceberem e fabricarem turbinas especiais para utilização em rios e no mar.

Nos termos do memorando, a Empresa Pública de Produção de Electricidade (Prodel) e a Privinvest vão constituir uma empresa em regime de parceria que será inicialmente responsável pelo fabrico e operação de parques hídricos em Angola.

A Prodel comprometeu-se em comprar toda a produção eléctrica que a parceria venha a produzir, estando previsto o início das operações em três locais de teste, que terão uma produção combinada de 12 megawatts.

A Palomar Capital Advisers, subsidiária do grupo Privinvest, foi mandatada pelo governo de Angola para estruturar o financiamento do projecto, que será garantido pela República de Angola. (Macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH