Construção de novo porto e de linha de caminho-de-ferro em Moçambique iniciam-se em 2017

11 July 2016

As obras de construção da linha de caminho-de-ferro entre Moatize e a região de Sopinho, incluindo o porto de águas profundas de Macuse, iniciam-se no primeiro trimestre de 2017, garantiu o presidente do Corredor de Desenvolvimento da Zambézia (Codiza).

A garantia de Abdul Carimo foi apresentada no final de um encontro com agentes económicos que se mostravam cépticos quando à possibilidade de se avançar com este projecto, que tem um custo estimado em 3 mil milhões de dólares.

O presidente do Codiza, citado pelo matutino Notícias, de Maputo, disse terem sido despendidos até à data mais de 60 milhões de dólares em estudos de impacto ambiental e de viabilidade económica, necessários para a execução do projecto.

O porto de Macuse e a linha de caminho-de-ferro com mais de 500 quilómetros, que são considerados estratégicos nomeadamente para o escoamento do carvão, são igualmente fundamentais para a viabilização de muitos projectos previstos na região do Vale do Zambeze.

O projecto de Macuse é detido em cerca de 60% pela Italian Thai Developement Company Limited da Tailândia, 20% pela Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique e os restantes 20% pela Corredor do Desenvolvimento Integrado do Zambeze. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH