Empresas da China projectam novos investimentos no Brasil

28 July 2016

As empresas chinesas deverão efectuar grandes investimentos nos próximos meses no Brasil, sobretudo em infra-estruturas, caso das redes de transporte de energia eléctrica e em matérias-primas, escreveu o jornal O Estado de São Paulo.

Activos da Electrobás, caso das subsidiárias Electrosul e Celg, estão a ser oferecidos a diversos investidores, tanto da China como de outros países, estando igualmente à venda outros negócios no sector, caso da Hidroeléctrica de Santo António, no rio Madeira, que tem entre os seus accionistas o grupo Odebrecht.

A China State Grid e a China Three Gorges (CTG), ambos grupos estatais, são apontadas como compradoras de vários activos no Brasil, de acordo com as fontes contactadas pelo jornal.

A CTG foi a mais recente a chegar ao Brasil, em 2013, tendo já comprado participações em diversas hidroeléctricas e tendo recentemente arrematado as centrais Jupiá e Ilha Solteira, da Cesp.

Uma delegação da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-China (CCIBC) encontra-se actualmente na China, de onde deverá regressar ao Brasil no início de Agosto, a fim de procurar atrair investimento chinês para o Brasil, onde estão à venda negócios que são qualificados como atractivos.

Charles Tang, presidente da CCIBC, disse ao jornal que há grupos chineses que ainda não têm investimentos no Brasil e adiantou que o “objectivo desta nossa deslocação é precisamente o de dar a conhecer os potenciais negócios que as empresas e grupos chineses podem efectuar no Brasil.” (Macauhub/BR/CN)

MACAUHUB FRENCH