Empresa portuguesa projecta deslocar parte da produção para Angola

29 July 2016

A empresa portuguesa de carnes e enchidos Sicasal está a preparar a transferência para Angola de parte da produção na sequência de uma queda para metade do valor das exportações para aquele país, disse quinta-feira em Luanda o presidente da empresa.

Álvaro Santos Silva, que se deslocou a Angola integrado numa comitiva empresarial portuguesa que, a par do ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos, realiza uma visita para reforço de cooperação bilateral institucional e empresarial, disse ainda que em 2015 a empresa colocou em Angola produtos no valor de 40 milhões de euros.

O presidente da Sicasal adiantou à agência noticiosa Lusa ter a empresa investido já 10 milhões de dólares na aquisição de equipamento e de um espaço de 10 mil metros quadrados de área coberta em Viana, arredores de Luanda, onde já trabalham cerca de 60 pessoas.

Em análise está, inicialmente, a possibilidade de importar de Portugal a matéria-prima para fazer a transformação em Angola e mais tarde avançar também para a criação de animais, processo que está dependente, igualmente, das disponibilidades de divisas.

A Sicasal exporta para Angola essencialmente enlatados e carne de porco congelada. (Macauhub/AO/PT)

MACAUHUB FRENCH