Dívida pública de Portugal atinge em Junho o valor mais elevado de sempre

11 August 2016

A dívida pública de Portugal atingiu 131,6% do Produto Interno Bruto no final de Junho, percentagem que representa o endividamento mais elevado de sempre – 240,1 mil milhões de euros, informou a Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO).

A UTAO, entidade que presta apoio técnico ao parlamento, informou ainda na nota mensal sobre a dívida pública que o endividamento registado no final de Junho apresenta um valor superior ao previsto para o final do ano por todas as instituições, nacionais e internacionais.

O Fundo Monetário Internacional, Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económicos, Comissão Europeia e Ministério das Finanças têm previsões para a dívida pública no final de 2016 entre 124,8% do produto (governo português) e 128,3% do PIB (FMI e OCDE).

A UTAO adiantou que o montante da dívida registado no primeiro semestre até pode vir a baixar no decurso do segundo semestre, mas essa possibilidade pode ficar comprometida pela recapitalização do banco público Caixa Geral de Depósitos e pelo resultado da venda do Novo Banco, cujo valor deve ficar aquém dos 4900 milhões de euros nele aplicados.

Os técnicos da UTAO alertaram, ainda, para a revisão em alta da meta do défice orçamental para 2016, que passou para 2,5% do PIB e para o fracasso das previsões para o crescimento económico e para a inflação, o que teria impacto no rácio que é usado para calcular a dívida na óptica do Tratado de Maastricht. (Macauhub/PT)

MACAUHUB FRENCH