Angolana Sonangol pretende licitar mais 18 concessões petrolíferas

16 August 2016

A Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol) pretende licitar mais 18 concessões petrolíferas no mar angolano, de acordo com o relatório anual da concessionária estatal do sector petrolífero.

O programa de licitações para as novas concessões a negociar com operadores privados, aprovado pela anterior administração, inclui seis blocos na bacia do Congo (norte) e os restantes 12 na bacia do Namibe (sul).

O governo angolano aprovou em Fevereiro de 2015 a divisão da Zona Marítima da Bacia do Namibe em 12 blocos, para futuras concessões petrolíferas, nos termos de um despacho executivo do ministro dos Petróleos, citado pela agência noticiosa Lusa.

O documento, assinado pelo ministro Botelho de Vasconcelos, visa “definir e estabelecer a divisão em blocos” daquela zona marítima, permitindo assim “futuras concessões petrolíferas”.

A Zona Marítima da Bacia do Namibe abrange uma área superior a 68 mil quilómetros quadrados ao largo da província do Namibe, considerada por especialistas como de elevado potencial petrolífero.

Os dados oficiais da Sonangol mais recentes indicam que o Angola tem actualmente disponíveis para concessões 34 blocos, outros 18 estão em fase de produção e cinco foram entretanto abandonados.

Angola é actualmente o maior produtor de petróleo em África, com mais de 1,7 milhões de barris por dia. (Macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH