Centros de negócio agrícolas são abertos em Moçambique

18 August 2016

Os 23 centros de negócio agrícolas que vão ser abertos em Moçambique vão aumentar a capacidade de produção de pequenos camponeses no centro e norte do país, afirmou o embaixador dos Estados Unidos, na cerimónia de inauguração do centro modelo.

Este centro, aberto no Chimoio, província de Manica, centro de Moçambique, é uma parceria entre os governos de Moçambique e dos Estados Unidos, através da Agência de Desenvolvimento Internacional (Usaid), onde terá lugar a compra de cereais e de venda de sementes e adubos, bem como apoio técnico de produção e de recolha mecanizada.

O embaixador Dean Pittman reconheceu a ineficiência de vias de escoamento e acesso ao mercado, o que resulta na perdas de colheitas e insegurança alimentar dos pequenos camponeses e manifestou a esperança de que esta nova abordagem à actividade agrícola reduza a pobreza e a desnutrição em Moçambique.

Os centros, denominados por “3I Farmers Empowerment Hubs”, estão sob gestão da Export Trading Group, que participa com a maior parte do financiamento e vai privilegiar o funcionamento das lojas de comercialização de equipamento agrícola.

Além de seis centros de Manica, o projecto, com um custo estimado em 30 milhões de dólares, inclui a abertura de mais 17 centros em distritos com potencial agrícola nas províncias de Tete e Zambézia (centro de Moçambique) e Nampula (norte). (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH