Moody’s adverte que Moçambique apresenta riscos para credores

24 August 2016

A fragilidade institucional, a forte desvalorização do metical e a diminuição das reservas cambiais representam um aumento do risco para os credores de Moçambique, afirmou a agência de notação de risco Moody’s em relatório anual divulgado terça-feira.

O relatório alerta que Moçambique enfrenta “vários desafios no curto prazo”, nomeadamente o relacionado com a obtenção de liquidez para pagar as dívidas das empresas estatais que contraíram avultados empréstimos garantidos pelo Estado.

O governo de Moçambique reconheceu no final de Abril a existência de dívidas fora das contas públicas no montante de 1,4 mil milhões de dólares, cuja contracção justificou com argumentos relacionados com a segurança e a construção de infra-estruturas estratégicas para o país.

Salientando que o relatório divulgado é uma actualização aos mercados e não uma operação de avaliação de risco, a Moody’s refere que a perspectiva negativa para Moçambique “reflecte os riscos de litígio”, que podem resultar num período prolongado de dificuldades para o governo em relação ao seu serviço de dívida e contaminar outras modalidades além das garantias.

A agência de notação financeira admite baixar as notações de risco de Moçambique se os incumprimentos governamentais na sua dívida directa indicarem perdas prováveis acima de 35%. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH