Green Resources vai produzir polpa para papel em Moçambique

25 August 2016

A empresa norueguesa Green Resources vai começar a produzir polpa a partir de 2018 a fim de alimentar a indústria de papel, disse Arlito Cuco, um quadro da empresa, ao matutino Notícias, de Maputo.

A Green Resources, em conjunto com a Florestas do Niassa, explora 24 mil hectares nos distritos de Chimbonila, Majune, Muembe, Lago e Sanga, na província nortenha do Niassa.

A empresa vai procurar igualmente garantir a produção de postes para utilização na construção de linhas de transporte de energia eléctrica e telecomunicações, levando à redução dos custos com a importação daqueles materiais, dispondo já de uma fábrica na cidade de Lichinga que funciona em regime experimental para tratamento de postes.

A produção industrial de postes de pinho e de eucalipto deverá iniciar-se em 2017 e, de acordo com o plano de negócios da Green Resources, o mercado interno será a prioridade para substituir as importações que são feitas actualmente a partir da África do Sul, Zimbabué e Suazilândia.

A empresa emprega actualmente 860 trabalhadores em várias frentes de trabalho e, de acordo com Arlito Cuco, este efectivo vai subir para cerca de 1500 pessoas quando se iniciar o processamento da madeira para mobiliário e para postes.

A Green Resources é uma das maiores empresas florestais em África, dispondo de 41 mil hectares de floresta em Moçambique, Tanzânia e Uganda e operando a maior serração de madeira da Tanzânia e unidades de produção de carvão vegetal nos três países. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH