Consórcio luso-moçambicano expande negócio têxtil em Moçambique

1 September 2016

A Mozambique Cotton Manufacturers (MCM), um consórcio constituído por uma empresa moçambicana e três portuguesas, pretende investir cerca de 35 milhões de dólares para expandir o negócio, de acordo com um comunicado divulgado em Maputo.

A MCM, constituída pelas empresas moçambicana Intelec Holdings e portuguesas Mundotêxtil, Mundifios e Crispim Abreu, já investiu cerca de 20 milhões de dólares para a instalação e operação das unidades, sendo que o montante agora anunciado vai servir sobretudo para agregar a tecelagem, tinturaria, confecção, bem como outros equipamentos de apoio.

O director-geral da MCM, André Vieira, disse que a empresa está actualmente a exportar 100% da produção para Portugal e África do Sul, estando a ser analisada a expansão para países da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), de acordo com a agência noticiosa AIM.

André Vieira mencionou ainda o mercado dos Estados Unidos, país com o qual Moçambique tem um acordo que facilita as exportações.

O algodão utilizado pela MCM é fornecido pela Plexus, uma empresa presente na província de Cabo Delgado que agrega a produção dos pequenos agricultores, a Olam em Manica e Sofala, pequenos operadores no centro do país e a nível do país o Grupo João Ferreira dos Santos. (Macauhub/MZ/PT)

MACAUHUB FRENCH