Província de Inhambane, Moçambique, procura investidores em Fujian

14 September 2016

Uma delegação da província moçambicana de Inhambane, chefiada pelo governador Daniel Chapo, visitou a província de Fujian, no sul da China, na procura de potenciais investidores para o sector de infraestruturas, segundo escreve o Jornal Notícias.

A missão, que integrava responsáveis dos sectores de pescas, mar, turismo, cultura, comércio e do Centro de Promoção de Investimentos pretende investidores para a construção da estrada Mapinhane-Pafúri, na fronteira com a África do Sul, cujo investimento está estimado em 700 milhões de dólares, e para uma fábrica de cimento em Pambara.

A construção de um porto de pesca figura na lista das prioridades de Inhambane onde se prevê ainda a instalação de uma fábrica de processamento de pescado, bem como a instalação de uma unidade para processamento de fruta.

O governador Chapo disse que a visita permitiu contactos com vista a investimentos no Corredor de Desenvolvimento do Limpopo, em projectos nos sectores das pescas, fruticultura e agricultura nomeadamente com a possibilidade da instalação de unidades de processamento.

A província de Fujian com uma área de 121 mil quilómetros quadrados e uma população de cerca de 38 milhões de habitantes é uma das mais ricas províncias da China albergando fábricas da Boeing, Dell, GE, Kodak, Nokia, Siemens, Swire, TDK e Panasonic.

Entre a principais indústrias estão a produção de arroz, pesca, frutas e açúcar. (Macauhub/CN/MZ)

MACAUHUB FRENCH