Auditoria à dívida pública de Moçambique será conduzida pela Procuradoria-Geral da República

20 September 2016

O Presidente de Moçambique confirmou em Houston a realização de uma auditoria independente para esclarecer os contornos da dívida contraída entre 2013 e 2014 por empresas públicas, informou a agência noticiosa AIM.

Filipe Nyusi, num encontro com moçambicanos a residir em Houston, Texas, garantiu a inexistência de qualquer “braço-de-ferro” entre o governo a que preside e o Fundo Monetário Internacional (FMI) relativamente à dívida contraída naqueles anos mas sublinhou que a auditoria será feita pela Procuradoria-Geral da República de Moçambique.

O Presidente Nyusi disse ainda aos seus concidadãos que a fase difícil que Moçambique atravessa deve-se não só à questão da dívida mas também a uma conjuntura global desfavorável e a fenómenos naturais como a seca, sendo ainda necessário adicionar a desvalorização do metical face a moedas de referência como o dólar.

Outro factor que influencia de forma negativa Moçambique é o facto de o país ainda não produzir o suficiente para satisfazer as suas necessidades de consumo, razão pela qual Filipe Nyusi insiste que se deveria apostar na produção, aumento da produtividade e competitividade para reduzir as importações e aumentar as exportações. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH