Extracção de gás natural em Moçambique deverá iniciar-se em 2022 ou 2023

23 September 2016

O grupo norte-americano Anadarko Petroleum estima que o projecto de extracção de gás natural em Moçambique possa iniciar-se em 2022 ou 2023, devendo uma decisão final de investimento ser tomada em 2017, afirmou o presidente executivo da petrolífera.

Al Walker disse ao jornal Houston Chronicle que a decisão final de investimento de pelo menos 15 mil milhões de dólares na bacia do Rovuma, norte de Moçambique, visa aproveitar o próximo ciclo de subida dos preços das matérias-primas, de acordo com o matutino Notícias, de Maputo.

“A nossa esperança é que possamos avançar muito rapidamente”, disse Al Walker, lembrando que empresas de consultoria na área da energia estimam que no princípio da próxima década a procura e os preços do gás natural estejam significativamente mais elevados do que actualmente.

O Presidente de Moçambique reuniu-se na semana passada com o presidente executivo da Anadarko Petroleum em Houston, Texas, no âmbito de uma visita aos Estados Unidos que o levou a reuniões com a directora-geral do Fundo Monetário Internacional e com o secretário de Estado norte-americano John Kerry.

O grupo Anadarko Petroleum lidera um dos dois blocos da bacia de Rovuma, província de Cabo Delgado, onde foram encontrados grandes depósitos de gás natural mas, ä semelhança do grupo italiano ENI, que funciona como operador do outro bloco, ainda não tomou uma decisão final de investimento. (Macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH