Governo de Moçambique prevê crescimento económico de 5,5% em 2017

28 September 2016

A proposta de Plano Económico e Social (PES) para 2017 aprovada terça-feira em Maputo pelo governo de Moçambique contempla uma previsão de crescimento económico de 5,5%, disse o porta-voz do Conselho de Ministros.

O governo aprovou ainda na reunião do Conselho de Ministros a proposta de lei de Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2017, tendo o porta-voz, Mouzinho Saíde, afirmado que uma das prioridades para o próximo ano é o aumento da produção de alimentos para responder ao défice de produção agrícola registado este ano, devido a factores climáticos adversos.

O PES prevê o desenvolvimento de acções que elevem a qualidade do sistema financeiro e cambial, tendo como principal objectivo a preservação do valor da moeda moçambicana e da estabilidade macroeconómica, disse Saíde, citado pela agência noticiosa AIM.

Sobre o Orçamento do Estado, o porta-voz adiantou que se pretende manter o princípio previsto no programa do governo relativo à manutenção das taxas dos principais impostos, bem como manter o carácter restritivo iniciado em 2016, consubstanciado na execução das medidas que visem manter a despesa pública num nível sustentável.

Outros desafios constantes da proposta do OE, de acordo com Saíde, têm a ver com a necessidade de prosseguir as reformas que visam garantir o aumento das receitas do Estado, a eficiência e eficácia da despesa pública, bem como continuar a privilegiar a afectação de recursos aos sectores de educação, saúde, agricultura e acção social. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH