Angola pede emprestado no Canadá para pagar locomotivas da General Electric

29 September 2016

A agência de crédito à exportação do Canadá vai financiar a compra por Angola de uma centena de locomotivas ao grupo norte-americano General Electric, de acordo com a autorização concedida por despacho presidencial.

O despacho autoriza o Estado a contrair um empréstimo de 429,5 milhões de dólares junto daquela agência estatal canadiana e justifica a decisão com a necessidade de diversificar a origem dos recursos financeiros, garantindo em simultâneo a compra das locomotivas.

O negócio com a General Electric envolve a compra de 100 locomotivas do modelo GE C30-ACi, a serem fornecidas pela empresa AEnergia, mas cujos despachos anteriores, agora revogados, previam o financiamento através de uma linha de crédito do Banco de Exportações e Importações dos Estados Unidos.

Um outro despacho presidencial citado pela agência noticiosa Lusa aprova a contracção de um outro empréstimo de 24,1 milhões de dólares para financiar a actualização tecnológica das locomotivas GE-U20C, já ao serviço em Angola.

A reconstrução das três linhas nacionais edificadas durante o período colonial – Caminho-de-Ferro de Luanda, Caminho-de-Ferro de Benguela e Caminho-de-Ferro de Moçâmedes – envolveu obras em 2612 quilómetros de rede e a construção de raiz de 151 estações ferroviárias, bem como a aquisição de 42 locomotivas, 248 carruagens de várias tipologias e 263 vagões. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH