Chinesa CBSteel negoceia compra de parcela da brasileira Congonhas Minérios

6 October 2016

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) avalia a unidade de minério de ferro Congonhas Minérios, de que está a negociar a venda de uma parcela, entre 30 mil milhões e 35 mil milhões de dólares, noticiou a imprensa brasileira.

A fonte disse ainda que a China Brazil Xinnenghuan International Investment Co, que está a negociar com a CSN a compra de uma parcela de 20% a 25% da Congonhas Minérios, teria assim de pagar um mínimo de 6 mil milhões de dólares e um máximo de 8,75 mil milhões de dólares.

Em Agosto passado, o jornal brasileiro O Globo noticiou que a CBSteel pretendia comprar 30% da participação de 88% detida pela CSN na Congonhas Minérios, empresa em que um conjunto de seis empresas asiáticas já detém 12%.

A Congonhas Minérios foi constituída no final de 2014 através da fusão da mina da Casa da Pedra, uma sociedade detida a 100% pela CSN e da Namisa, uma parceria com as mencionadas seis empresas asiáticas para a produção de minério de ferro.

As seis empresas asiáticas são a Itochu Corp, Nisshin Steel Co Ltd, JFE Steel Corp e Kobe Steel Ltd do Japão, a Posco da Coreia do Sul e a China Steel Corp de Taiwan.

A venda pretendida é até à data o projecto de desinvestimento mais ambicioso da CSN, grupo que tem um dos maiores passivos entre os principais produtores de aço do Brasil. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH