Banco Mundial financia conclusão de barragem em Moçambique

14 October 2016

O contracto de reparação e conclusão da barragem de Corumana, na província de Maputo, deverá ser adjudicado em Novembro próximo, sendo esperado que as obras se iniciem dois meses mais tarde, informou o director-geral da Administração Regional das Águas do Sul.

A barragem de Corumana, localizada no distrito de Moamba, a 100 quilómetros da cidade de Maputo, começou a ser construída em 1983, mas não foi concluída por causa da guerra civil, tendo deixado de funcionar em finais de 2015 devido à seca que assola o sul do país e à incapacidade de retenção de água.

Hélio Banze disse ao jornal Notícias, de Maputo, que com o aumento da população na região coberta pela barragem, o governo decidiu-se pela sua conclusão, tendo solicitado financiamento ao Banco Mundial, estando agora a analisar as propostas apresentadas.

Responsáveis das empresas pré-seleccionadas deslocaram-se recentemente ao local, devendo as respectivas propostas para a construção de seis comportas em falta na barragem, equipamento fundamental para o funcionamento da infra-estrutura, ser entregues até Novembro próximo.

Banze disse ainda que objectivo central desta obra é aumentar a capacidade de armazenamento de água dos actuais 880 milhões para 1380 milhões de metros cúbicos, o que permitirá elevar de 70% para 90% a disponibilidade de água potável nas cidades de Maputo e Matola, bem como no distrito de Marracuene. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH