Grupo ENI vai extrair mais petróleo em Angola

17 October 2016

O grupo italiano ENI vai começar a extrair mais petróleo no mar de Angola, com a futura entrada em funcionamento de um navio de armazenamento e de processamento de petróleo e de gás natural (FPSO, na sigla em inglês), informou o grupo em comunicado divulgado em Milão.

O comunicado adianta ter-se realizado em Singapura a cerimónia de baptismo da FPSO denominado “Armada Olombendo”, que foi construído naquela cidade-estado pela empresa Keppel, devendo a embarcação iniciar em breve a viagem até Angola a fim de ficar ancorado numa posição já definida.

O FPSO foi encomendado à Keppel pela empresa Bumi Armada da Malásia, que para o efeito contraiu um empréstimo de 1,12 mil milhões de dólares, indo agora ser alugado ao grupo ENI para proceder à extracção de petróleo no bloco 15/06, a 350 quilómetros a norte de Luanda.

O “Armada Olombendo”, reconfigurado a partir do superpetroleiro “Armada Ali”, tem uma capacidade de armazenamento de 1,8 milhões de barris de petróleo.

O grupo italiano funciona como operador do bloco, com uma participação de 36,84%, sendo os restantes parceiros a Sonangol Pesquisa e Produção (36,84%) e a SSI Fifteen Limited (26,32%). (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH