Moçambique contracta recolha de dados sísmicos em duas e três dimensões

17 October 2016

A empresa francesa CGG (http://www.cgg.com/en) assinou um contracto com o Instituto Nacional de Petróleo (INP) de Moçambique para a recolha de dados científicos em três zonas, duas das quais marítimas, Rovuma e Zambeze, informou a empresa em comunicado.

O contracto inclui a obtenção de dados sísmicos em duas dimensões na zona do Rovuma, em três dimensões na zona do Zambeze e de gravitacionais e magnéticos na zona terrestre no sul de Moçambique.

A primeira zona abrange uma área de 6550 quilómetros quadrados e a segunda 40 mil quilómetros quadrados, não tendo a empresa disponibilizado informação relativamente à área da terceira zona.

Este programa de obtenção de dados sísmicos, gravitacionais e magnéticos visa recolher informação geológica daqueles três regiões a fim de fornecer às empresas petrolíferas um conhecimento aprofundado sobre o potencial existente em Moçambique.

Entretanto, o grupo sul-africano Sasol anunciou ter concluído o primeiro programa de recolha de dados sísmicos em três dimensões em terra, que abrangeu uma área de 115 quilómetros quadrados no campo de Inhassoro, ao abrigo do contracto que assinou com o governo de Moçambique.

O vice-presidente da Sasol E&P International, John Sichinga, disse que a obtenção dos dados sísmicos vai permitir à empresa perceber melhor a estrutura dos depósitos de petróleo existentes na região e acrescentou que embora os resultados pareçam promissores “é ainda muito cedo para entrar em grandes pormenores.” (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH