Mercado de capitais quer ajudar governo de Angola a financiar-se

18 October 2016

O Projecto Bonds poderá ajudar o governo de Angola a angariar financiamento para a realização de obras públicas ligadas à energia, abastecimento de água, saneamento e transportes rodoviários e ferroviários, afirmou em Luanda a presidente da Comissão do Mercado de Capitais (CMC).

A CMC assinou recentemente com os bancos Económico (antigo Espírito Santo de Angola), Millennium Atlântico e Standard Bank de Angola um memorando de entendimento designado por Projecto Bonds destinado a financiar programas de infra-estruturas públicas, por intermédio de parcerias público-privadas.

A presidente da CMC, Vera Daves, disse que o mecanismo financeiro vai permitir envolver o sector privado no financiamento de infra-estruturas ou de projectos que tenham um grande potencial de rentabilidade, com custos facilmente incorporáveis.

“Financiar projectos de infra-estruturas recorrendo ao mercado de capitais através da emissão de obrigações é esse o objectivo do Projecto Bonds, que permitirá a constituição de parcerias público-privadas para a realização de obras que até à data têm estado exclusivamente a cargo do Estado”, precisou Vera Daves.

Vera Daves adiantou não terem sido ainda identificados quais os projectos a investir mas acrescentou que, uma vez assinado o memorando de entendimento, tanto a Comissão do Mercado de Capitais como os bancos signatários vão dar início ao trabalho de prospecção de oportunidades.

“Identificados os projectos, a CMC passa a simples promotor e, quando a prospecção estiver concluída, os bancos serão livres de organizar os títulos de emissão específicos”, referiu. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH