Grupo chinês Fosun mais próximo de ser accionista do Banco Comercial Português

19 October 2016

Os accionistas do Banco Comercial Português (BCP) reúnem-se dia 9 de Novembro em assembleia-geral para deliberar e eventualmente aprovar alterações que irão facilitar a entrada do grupo chinês Fosun Industrial Holdings Limited na instituição financeira, de acordo com uma comunicação ao mercado.

Os accionistas irão votar a manutenção, alteração ou eliminação das limitações estatutárias dos direitos de voto, obrigação que decorre da alteração ao regime geral das instituições de crédito e sociedades financeiras e que terá de ser exercida até ao final do ano.

Esta assembleia-geral poderá fazer com que as negociações com o grupo Fosun avancem, dado que uma das exigências apresentadas era a alteração da blindagem dos estatutos de 20% para 30%, a fim de que os direitos de voto correspondam à percentagem da participação no capital.

Um dos outros pontos da agenda de trabalhos da assembleia-geral diz respeito ao alargamento do número de membros do Conselho de Administração, sendo que o grupo Fosun apresentou igualmente como condição a nomeação de pelo menos dois administradores.

O grupo chinês apresentou em Agosto passado uma proposta firme para comprar uma participação de 16,7% do capital social do Banco Comercial Português, tendo informado igualmente pretender aumentar a sua participação através de ou operações no mercado secundário ou de aumentos de capital futuros a fim de a prazo dispor de 20% a 30% da instituição bancária.

Os principais accionistas do Banco Comercial Português são actualmente a Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol) com 17,84%, Banco Sabadell com 5,07%, grupo Energias de Portugal com 2,71% e grupo Interoceânico com 2,05%. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH