Empresa Olam Moçambique assegura trabalho a 40 mil agricultores

26 October 2016

A Olam Moçambique empresa que fomenta a produção e distribuição de produtos agrícolas no país assegura emprego a cerca de 40 mil agricultores.

Sridhar Krishan, director-geral da empresa, que tem sede em Singapura e actua em Moçambique desde 1999, disse ao jornal Notícias que  além de apoio financeiro aos agricultores garante-lhes o escoamento dos produtos.

A Olam Moçambique apoia a produção e comercialização anual de cerca de 200 mil toneladas de produtos agrícolas entre eles gergelim, amendoim, castanha de cajú e feijão bóer através de financiamentos directos juntos dos produtores.

A Olam Moçambique possui igualmente duas refinarias de óleo alimentar que operam nas cidades da Beira e Matola, província de Sofala e Maputo, respectivamente.

A empresa possui também três unidades de descaroçamento de algodão na Beira, Ribáuè, Morrumbala e Guru, nas províncias de Sofala e Zambézia.

No sector do cajú, a Olam Moçambique quer passar dos cinco mil produtores com quem trabalha actualmente na comercialização para cerca de 20 mil com o objectivo de aumentar os volumes de comercialização das 12 mil toneladas por colheita  para 18 mil.

A empresa apoia a produção de arroz em Moçambique que é distribuído no país com a marca “Mama Africa”. A empresa é também um dos maiores importadores de arroz para cobrir as carências que Moçambique tem relativamente a este produto alimentar.

A Olam International é uma das maiores empresas de agronegócios do mundo com presença em 70 países, 60 mil trabalhadores, 16 mil clientes sendo considerada uma das principais fornecedoras internacionais de cacao, café, cajú, arroz e algodão. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH