Empresa sul-coreana interessada em investir no sector agro-pecuário do Corredor da Beira, em Moçambique

28 October 2016

A Korea Rural Community Corporation (KRC), da República da Coreia, anunciou na Beira, querer desenvolver as culturas de arroz e milho e a produção de carnes vermelhas, aves e ovos ao longo do Corredor da Beira, em Sofala e Manica.

Kwon Jaer Lee, director da KRCC depois de um centro com a governadora da Beira, Maria Helena Taipo, disse que até ao final do ano o grupo vai fazer um estudo prevendo que a implantação do projecto seja feita a partir de 2017.

O director da KRC não adiantou o investimento previsto pela empresa sul-coreana mas garantiu que pretende produzir e transferir tecnologias para os camponeses de modo a que possam aumentar a produção agrícola.

Lee referiu ainda que a empresa pretende numa fase inicial dedicar-se à melhoria da produção do arroz de modo a minimizar as importações anuais de mais de 300 mil toneladas de arroz.

A missão sul-coreana, segundo escreve a Agência de Informação de Moçambique esteve no disto do Búzio para ver localmente os projectos de produção de arroz.

O director da Agricultura e Segurança Alimentar de Sofala, Miguel Coimbra, garantiu que a província possui áreas e potencialidades para acomodar os projectos sul-coreanos e lembrou que a aposta principal da província é o desenvolvimento da cultura do arroz.

“O milho, a criação de bovinos, aves para a produção de ovos, mandioca, feijões e hortícolas, foram outras potencialidades apresentadas aos sul-coreanos” disse.(Macauhub)

MACAUHUB FRENCH