Governo de Moçambique vai entregar à iniciativa privada gestão de silos agrícolas

21 November 2016

O governo de Moçambique está a ultimar o caderno de encargos para o lançamento de um concurso público destinado a entregar a entidades privadas a gestão dos silos de conservação de produtos agrícolas existentes no país, revelou recentemente em Nampula o ministro da Indústria e Comércio.

O programa de construção de silos, iniciado em 2009, foi concebido pelo governo e enquadra-se na execução do Plano Integral de Comercialização Agrícola, cujo objectivo principal é a melhoria da conservação dos produtos agrícolas, em particular de cereais e estimular o aparecimento de mais indústrias de agro-processamento.

O ministro Max Tonela, citado pelo matutino Notícias, de Maputo, reconheceu que as expectativas que o governo depositava na iniciativa ainda não foram atingidas, o que levou os responsáveis a procurar alternativas rápidas e sustentáveis para garantir a construção dos referidos silos e respectivos armazéns como estava, inicialmente, desenhado.

O jornal acrescentou que a ideia do envolvimento do sector privado na gestão de silos tem sido defendida desde a concepção do programa em 2009, embora a sua aplicação continue refém da concretização de alguns aspectos de natureza burocrática.

A gestão dos silos e armazéns para cereais está a cargo da Bolsa de Mercadorias de Moçambique, instituição governamental criada em Outubro de 2012 para servir de plataforma de encontro da procura e da oferta, incidindo, numa primeira fase, em produtos como milho, feijões, gergelim e soja, para mais tarde abranger também produtos não agrícolas. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH