Grupo chinês anuncia investimentos em Angola

25 November 2016

O grupo chinês Huafeng prevê investir em Angola, num período de dois a cinco anos, mil milhões de dólares em projectos agrícolas, pecuários, pesqueiros e industriais, entre outros, disse quinta-feira em Luanda o presidente do grupo, Zhan Yongaiou.

O presidente do grupo adiantou terem as províncias de Luanda, Moxico, Malanje, Lunda Norte, Huambo, Cuando Cubango, Benguela e Lunda Sul sido as regiões de Angola escolhidas para beneficiar do investimento, tendo em conta os potenciais recursos naturais que apresentam aos investidores, de acordo com a agência noticiosa Angop.

Zhan Yongaiou disse que a empresa, implantada há três anos em Angola, vai começar por construir um centro especializado na produção de sementes agrícolas, em Luanda, para desenvolver o cultivo de cereais, tubérculos e produtos hortícolas e dar início à criação de gado bovino e suíno, aves, peixes e proceder à construção de uma fábrica de adubos e de medicamentos.

O presidente do grupo chinês usava da palavra no final da cerimónia de assinatura de um acordo de intenções para a realização de investimento com a Unidade Técnica para o Investimento Privado (UTIP).

A UTIP é um serviço técnico especializado, encarregado da preparação, condução, avaliação e negociação de projectos de investimento privado cuja aprovação nos termos da Lei do Investimento Privado e respectivo regulamento seja da competência do titular do poder executivo.

É da competência da UTIP a recepção e análise das propostas de investimento de montante superior ao contravalor em kwanzas equivalente a 10 milhões de dólares. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH