Grupo chinês associa-se à construção de um empreendimento hoteleiro em Cabo Verde

25 November 2016

O grupo Bucan Construções e Imobiliária e a Cabo Verde Management assinaram um contracto de obra com a China National Complete Plant Import & Export Corporation para a construção de um estabelecimento hoteleiro na ilha de Santa Maria, escreveu a imprensa cabo-verdiana.

O hotel, que será gerido pela cadeia hoteleira espanhola Barceló Hotels & Resorts, terá 1150 quartos e será construído em duas fases, a primeira das quais a começar em Abril de 2017 e com uma duração estimada de 24 meses, indo custar 122 milhões de euros.

Este novo hotel do grupo Bucan vai situar-se na área turística de Lacacão, na Zona de Desenvolvimento Turístico Integrado (ZDTI) de Santa Mónica, com a imprensa local a escrever que a associação com o grupo chinês deverá permitir a deslocação a Cabo Verde de maior número de turistas chineses.

O jornal A Semana recorda que após ter assinado um protocolo de parceria com o grupo Bucan em Abril de 2009, a Sociedade de Desenvolvimento Turístico Integrado de Boa Vista e Maio (SDTIBM) disponibilizou um lote de terreno de 700 hectares, destinado à infra-estruturação de um projecto designado Urbanização Lacacão.

O projecto implica um investimento orçado em 600 milhões de euros, prevendo-se a aplicação de 40 milhões de euros em infra-estruturas básicas, além de investimentos em produção e distribuição de energia e água, recolha e tratamento de águas residuais e construção de estradas na Boa Vista.

O jornal recorda ser o grupo China National Complete Plant Import & Export Corporation a segunda entidade chinesa a entrar em Cabo Verde, depois do empresário de Macau David Show ter assinado um contracto para a construção do maior empreendimento turístico de Cabo Verde, no ilhéu de Santa Maria, fronteiro à cidade da Praia, a capital do país. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH