Banco chinês financia construção de barragem em Angola

1 December 2016

O Banco Industrial e Comercial da China (ICBC, na sigla em inglês) concedeu um empréstimo de 4,5 mil milhões de dólares a Angola para financiar a construção da barragem hidroeléctrica de Caculo Cabaça, ao abrigo de um contracto assinado quarta-feira em Pequim, escreveu a imprensa angolana.

O ministro das Finanças Archer Mangueira, que assinou o contracto de empréstimo em nome de Angola, disse que o projecto de construção da barragem foi identificado como obra estruturante e incluído no Programa de Investimento Público, devendo permitir vir a exportar electricidade produzida no rio Cuanza para a Namíbia ou África do Sul.

Archer Mangueira está a efectuar uma visita à China, tendo já mantido um encontro com o vice-ministro do Comércio, Wang Shouwen, com quem abordou assuntos de carácter bilateral e a necessidade de se acelerar o processo de aprovação dos projectos que constam no plano de desenvolvimento de Angola que beneficia de uma linha de crédito da China.

A agência noticiosa Angop escreveu que a preocupação manifestada pelo ministro foi ultrapassada durante um encontro com os responsáveis do Banco de Exportações e Importações da China que garantiram todo o apoio no processo de aprovação dos projectos que fazem parte daquele plano de desenvolvimento.

A barragem hidroeléctrica de Caculo Cabaça, situada no Médio Cuanza, terá, quando concluída, uma capacidade de produção de 2171 megawatts de energia eléctrica, que ajudarão a atingir a meta estabelecida pelo governo de chegar a 2025 com uma capacidade instalada de 9000 megawatts.

A obra foi adjudicada pelo governo de Angola a um consórcio constituído pelas empresas China Gezhouba Group Corporation (CGGC) e Niara Holding. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH