Banco de Desenvolvimento da China aprova linha de crédito para financiar autocarros eléctricos no Brasil

9 December 2016

O Banco de Desenvolvimento da China aprovou uma linha de crédito no valor de mil milhões de reais (294 milhões de dólares) para financiar a introdução de veículos eléctricos no transporte público de passageiros no Brasil, noticiou o jornal Estadão, de São Paulo.

O financiamento será efectuado através da empresa chinesa BYD Auto Co., que já dispõe de uma fábrica de construção de autocarros eléctricos em Campinas, estado de São Paulo, sendo que cada unidade movido com baterias de fosfato de ferro e lítio custa um milhão de reais, contra os 400 mil reais de um convencional movido a gasóleo.

A BYD informou que essa diferença acabará por ser anulada ao fim de 10 anos, sendo a proposta apresentada às empresas de transporte é que assumam o custo com a compra de cada autocarro eléctrico com a economia que essas unidades proporcionam relativamente às movidas a gasóleo.

A vida útil dos autocarros eléctricos da BYD, estimada em 20 anos, garantiria aos operadores pelo menos uma década de custos operacionais mais baixos, de acordo com a proposta apresentada pela empresa que tem sede em Shenzhen, província de Guangdong, por sua vez subsidiária do grupo BYD.

A cidade de Campinas, por exemplo, vai estabelecer em 2018 uma quota mínima para autocarros eléctricos, decisão que também está na agenda das autoridades da cidade de São Paulo. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH