Défice comercial de Macau desce no período de Janeiro a Novembro

3 January 2017

O défice comercial de Macau registou uma melhoria no período de Janeiro a Novembro de 2016, tendo baixado 18,34% para 55 482 milhões de patacas (6935 milhões de dólares), informaram os Serviços de Estatística e Censos.

A melhoria registada no défice comercial ficou a dever-se, fundamentalmente, ao facto de Macau ter reduzido de forma substancial as importações de mercadorias, que no período de Janeiro a Novembro de 2015 haviam atingido 77 805 milhões de patacas.

Por seu turno, as exportações de Macau mantiveram-se sem grande alteração de um ano para o outro, tendo de Janeiro a Novembro de 2015 ascendido a 9786 milhões de patacas e a 9294 milhões de patacas no período homólogo de 2016, uma quebra de 5,0%.

As importações de alguns produtos registaram quebras significativas em termos homólogos ao longo dos 11 primeiros meses do ano, casos dos relógios de pulso com 4,26 mil milhões de patacas ou -26,9%, automóveis de passageiros e motociclos com 1,19 mil milhões de patacas e -54,0%, combustíveis e lubrificantes (5,64 mil milhões de patacas ou -12,2%), telemóveis (4,41 mil milhões de patacas ou -39,4%) e materiais de construção (1,81 mil milhões de patacas ou -37,8%).

Em Novembro, o défice comercial situou-se em 6027 milhões de patacas, valor que compara com 5801 milhões de patacas um ano antes, agravamento que se ficou a dever ao aumento das importações, que passaram de 6669 milhões de patacas em 2015 para 6824 milhões de patacas no ano findo e à diminuição das importações, que caíram de 867 milhões de patacas para 797 milhões de patacas em 2016. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH