Parceria público-privada planta soja no Niassa, Moçambique

10 January 2017

Um projecto de grande dimensão para a produção de soja e de milho amarelo para o fabrico de rações está em curso na província do Niassa, norte de Moçambique, ao abrigo de uma parceria público-privada, noticiou o semanário electrónico Faísca editado em Lichinga, a capital provincial.

A parceria envolve o governo provincial através da Direcção Provincial de Agricultura e Segurança Alimentar, Sociedade Malonda, braço económico da Fundação Malonda,  a empresa florestal Green Resources e camponeses de meia dúzia de distritos.

O jornal, citando o governador provincial, Arlindo Chilundo, disse que numa primeira fase serão plantadas cerca de 13 toneladas de sementes de soja de diversas variedades, cedidas a título de crédito pelo sector privado local, numa área de 260 hectares.

A produção da soja na província do Niassa foi reintroduzida em 2012 pela Green Resources em três distritos da província, depois de inicialmente ter sido lançado uma plantação para a produção de semente, a fim de testar a sua resistência às pragas.

A Fundação Malonda é uma entidade privada moçambicana sem fins lucrativos e de utilidade pública criada em 2005 que opera na província do Niassa, resultante de um acordo de cooperação entre os governos de Moçambique e da Suécia assinado em 1997.

A Green Forests é uma empresa da Noruega que centra a sua actividade em produtos florestais e energias renováveis, que está presente na Tanzânia, Uganda e Moçambique. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH